sexta-feira, 16 de maio de 2014

Se ando triste? Um bocadinho claro, mas sinceramente pensei que iria ficar pior.
Tanto eu como o maridinho achávamos que não ia ser desta e por isso nunca depositamos toda a nossa fé. Claro que tínhamos muita vontade de estarmos enganados, mas no fundo assim resguarda-vamo-nos um bocado da desilusão e assim não foi tão pesado emocionalmente.
Já tínhamos marcado um fim de semana em um hotel com spa e tudo mais naquela de... Ou é para comemorar ou vai ser para desanuviar. Infelizmente não foi a primeira opção mas prontos.
Vamos lá aproveitar o fim de semana. :)

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Nem posso sonhar...

Ou melhor, nem podemos sonhar...
A tão não esperada menstruação já deu ares de sua graça.
A esperança que fosse à primeira morreu... E com ela morreu um bocadinho de mim também... :(

segunda-feira, 12 de maio de 2014

segunda-feira, 5 de maio de 2014

E já cá estão dentro os "bichinhos".
Na sexta lá fomos fazer a inseminação. O maridinho contribuiu com a bicharada e eu dei o ninho... :)
Agora são 3 semaninhas e tentar não stressar muito com a espera. A ver se é desta que fico barriguda... :)))

terça-feira, 29 de abril de 2014

Novidades fresquinhas e boas... mas nem todas são boas...

Helloooo... Ando desaparecida, mas para tudo há um motivo.
No dia 9 a minha sogra caiu de um muro bastante alto e abriu a cabeça toda, um susto enorme.
Como ela já não andava muito bem da cabeça, com isto como era de prever, piorou imenso. 
Como tal, ela agora não faz nada em casa e todos (filhos, noras, genros e netos) temos nos revezando em tratar dos meus sogros, de noite e de dia tem estado lá sempre alguém,  temos que tratar dos dois porque o meu sogro tem Parkinson e tem que se ajudar em variadas coisas como vestir, despir, sentar, levantar, etc.
Como eu sou a "desempregada", durante o dia tem me calhado mais a mim ir para a casa deles, então tenho andado mais ausente.
Quanto ao probleminho do costume, no dia 21 comecei as famosas picas na barriga. 
Hoje fui fazer uma ecografia. De manhã pareceu-me e a médica confirmou, já estou a começar a ovular e amanha à noite vou injectar o PREGNYL, sexta de manhã lá estamos para a "pequena aventura".
Optei por contar a muito poucas pessoas e ponderei até não o fazer aqui, mas como torço muitas vezes por outras meninas tenho a certeza que algumas também o vão fazer por mim.  
Com isto da minha sogra tive que abrir o jogo com os meus cunhados, depois da inseminação não quero ir por uns dias para os meus sogros para não fazer grandes esforços e para que eles não pensassem que era falta de boa vontade, contamos. 
Notei que ficaram muito surpresos, não faziam mesmo a menor ideia, mas foram muito compreensivos e disseram logo que estava fora de questão continuar a ser eu tomar conta deles e da casa.
Amanhã ainda vou mas depois passo a pasta, terão que contratar alguém, o que não vai ser nada fácil de convencer os "velhotes", mas neste momento tenho mesmo que relaxar e lutar pelo nosso objectivo que já é coisa que chegue para me encher a cabeça.
Por isso meninas sexta feira pensem em mim e mandem uma corrente positiva cá para casa...

sábado, 19 de abril de 2014

Que o coelhinho traga muito mais que simples ovos de chocolate. Que ele traga muita saúde, amor, felicidade, compreensão, carinho .
uma Santa Páscoa PARA TODOS

sexta-feira, 21 de março de 2014

A senhora doutora aconselhou-me a emagrecer, ajuda na qualidade dos óvulos,  por isso tenho tentado fechar a boquinha (custa tanto) e fazer exercício físico.
Hoje o dia começou no ginásio... Doí-me músculos que eu nem sabia que tinha... :)

quinta-feira, 20 de março de 2014

Vai ser agora!!!

Ora a consulta correu maravilhosamente bem.
Gostei/gostamos muito da médica super atenciosa, competente, simpática e muito paciente a explicar tudo detalhadamente.Foi uma consulta de 1h20m, estava habituada a consultas de 10/15m.
Viu todos os exames que levávamos, fez imensas perguntas, muitas que nunca ninguém nos tinha feito e observou-me. Ao fazê-lo disse que estava tudo lindamente nesse dia, as palavras foram mesmo "está tudo cintilante", hoje é fazer o trabalhinho de casa que a ovulação vai acontecer... Essa parte não custa nada... :)
Como está tudo tão bem, vamos preparar aqui o corpinho para no próximo ciclo tentar uma insiminação.
Já trouxe a receita das famosas picas na barriga (nada baratinha mas isso é o de menos) e até tive direito a experimentar picar-me. 
Nesse momento eu transpirava por todos os poros existentes... Agulhas... rrrrr... Espetar-me a mim própria... Mais rrrrrrr... Ter que olhar enquanto me espeto... Bem... Nem é bom... 
Espetei com tanta força que a enfermeira auxiliar deu um salto e disse "Credo, até a mim me doeu..." :)
E por incrível que pareça não doí, mete é muita impressão, pelo menos para mim vai ser horrível.
Entretanto já ficou um pedido para a fertilização caso não resulte a inseminação e segundo a doutora deve de ocorrer lá para Julho ou Agosto. Rápido, pensei que iria esperar no minimo um ano. Ainda bem, farta de espera estamos nós.
Viemos super felizes e muito confiantes... Vai ser agora! :))))

terça-feira, 18 de março de 2014

E o dia chegou...
Espero que logo à tarde, em resultado da tão aguardada consulta, traga boas noticias.
Tenho andado calma e serena mas hoje o frio na barriga não me larga.
Hoje a primeira pedra deste castelo é lançada, espero que seja uma construção segura e rápida... :)

domingo, 9 de março de 2014

"Depois de cada momento de fraqueza, meu coração prepara, em silêncio, uma nova fornada de coragem. Às vezes cansa, sim, mas combinamos não desistir da força que verdadeiramente nos move.
Ana Jácomo"

sábado, 8 de fevereiro de 2014

"Cada vez mais agarrada à positividade com que se encaram as dificuldades [ou com que se devem encarar], cada vez mais confiante que pequenas pedras nos dificultam a viagem, mas não nos tiram do trilho certo".

Finalmente tenho a consulta no hospital de Gaia marcada. 18 de Março!! :)

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Eh pah realmente este inicio do ano tem me acontecido um pouco de tudo.
Soube à pouco, por mensagem imaginem só, que vou ser despedida ou melhor que já estou despedida.
Já algum tempo que o meu patrão ameaçava fechar a loja onde eu trabalho, mas como eu já ouvi dezenas de vezes isso ao longo destes sete anos de trabalho, nunca liguei muito.
Antes de natal andou ameaçar-me que me ia mudar o local de trabalho, cerca de 40 km o que eu acabei por lhe dizer que não o queria fazer, preferia abrir mão de todos os meus direitos, que só me desse a carta para o fundo de desemprego e eu ia à minha vidinha. Disse que ia pensar e nunca mais me tocou no assunto.
Durante esta semana, porque estava de baixa, fui sabendo pela minha colega (nunca pelo meu patrão) que ele possivelmente estava em negociações com a "nossa" concorrência, para passar a loja.
Hoje como fui ao médico e pedi alta (maldita a hora), mandei uma mensagem a avisa-lo que amanhã regressaria ao trabalho, ao que me respondeu que já tinha passado a loja e que depois me iria ligar para combinarmos melhor como ia ser.
Isto é de gente muito normal? Não era de ter me ligado logo para eu ir contando com o despedimento?


quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Se o ano de 2013 acabou mal, o 2014 ainda começou pior...
Desde dia 29 de Dezembro que tenho passado os meus dias entre cama, gemer, chorar, berrar e hospital.
Tenho pedra nos rins e estes dias as malditas voltaram a lembrar-me que existem. 
Tenho sofrido horrores, não desejo ao meu pior inimigo (se é que o tenho) o que se passa ao ter cólica renal. Segundo o médico são dores piores do que o parto.
Ontem pensando que já estava melhor, tentei ir trabalhar, estive lá meia hora e acabei o resto do dia mais uma vez na urgência, no maior sofrimento até o tramadol me entrar nas veias. Horrível!
Hoje volto ao médico de família para me dar baixa o resto da semana.
No sábado fiz uma ecografia que não foi conclusiva e vou fazer um tac para descobrirem em que sitio estão as pedras. 
Segundo ontem o médico da urgência, que este sim foi impecável, enquanto o rim não estiver em sofrimento, nada podem fazem, só me resta esperar que a pedra resolva sair e enquanto isso não acontecer sofrer.
Esta noite foi a segunda noite que dormi e deixei o marido dormir no total de quase duas semanas. 
Não tive dores, sinto-me outra. 
Quero pensar que o pior já passou e que o resto do ano seja compensada por este tão mau inicio do ano...